Páginas

9/16/2012

A importância dos heróis

A admiração é uma força poderosa. Quando admiramos alguém a nossa mente fica galvanizada pelas qualidades dessa pessoa ou arquétipo, captando-as, imitando-as, absorvendo-as. Por esse motivo, quem nós admiramos diz muito sobre quem nós somos ou seremos.

Aprendi com Napoleon Hill uma técnica de como usar a imaginação e os nossos heróis para moldar a nossa mente e personalidade de forma a adquirirmos as qualidades que nos levem ao sucesso.

"Nunca me livrei completamente do hábito de idolatrar heróis. Quando passei pela fase de veneração de heróis, dei por mim a tentar imitar aqueles que eu mais admirava. A minha experiência ensinou-me que a melhor coisa depois de ser verdadeiramente grande é imitar tanto quanto possível os grandes, tentar agir como eles, ser e sentir como eles tanto quanto se possa. Descobri que a fé com que tentava imitar os meus ídolos me dava a excepcional capacidade de os imitar com bastante êxito. (...)

Tinha por hábito remodelar o meu carácter, tentando imitar os nove homens cujas vidas e obras mais me tinham impressionado. Todas as noites, durante longos anos, reuni em conselho imaginário com este grupo, a quem chamei 'os meus conselheiros invisíveis'.

Era assim que fazia. À noite, mesmo antes de adormecer, fechava os olhos e via na minha imaginação este grupo de homens sentados comigo em volta da mesa do conselho. Aí tinha não só a oportunidade de me sentar entre aqueles que considerava serem grandes, mas, na verdade, de dominar o grupo ao desempenhar a função de presidente do conselho.

Tinha um objetivo bem preciso ao usar a imaginação desta forma, que era o de reconstruir o meu próprio carácter para que ele se tornasse uma combinação dos carácteres dos meus conselheiros imaginários. Percebendo que tinha de ultrapassar a desvantagem de ter nascido num meio de ignorância e superstição, atribuí-me deliberadamente a tarefa de renascer por vontade própria através do método acima descrito.

Nestas reuniões imaginárias do conselho, solicitava dos membros do meu gabinete o conhecimento com que eu desejava que cada um contribuísse. Chegava a falar em voz alta a cada um da maneira que se segue:

Sr Ford, desejo adquirir o seu espírito de persistência, a determinação, a postura e a auto-confiança que lhe permitiram dominar a pobreza e organizar, unificar e simplificar o esforço humano, de forma a que possa ajudar outros a seguir as suas pisadas.

Sr Edison, (...)"

in "Pense e Fique Rico" de Napoleon Hill

Esta técnica de mentalização é muito rica e poderosa, capaz de alimentar a nossa mente com uma força imensa. Experimenta e partilha a tua experiência!

3 comentários: