Páginas

7/11/2016

Cumpriu-se Portugal... e tu, já te cumpriste?


Eu não sou dada a futebol, mesmo!, e confesso a medo que não vi o jogo da final do EURO 2016. Ainda assim, sinto-me inspirada e profundamente orgulhosa da alma Lusitana que nos habita e que se manifestou de forma tão bela nestes dias.

Sinto-me inspirada e comovida ao ler as palavras de Fernando Santos, na carta que escreveu dirigindo-se a Deus e agradecendo a futura vitória: “Espero e desejo que seja para glória do Seu nome.” Sim, foi para a glória de Algo Maior, para além do nome que lhe demos. Porque é algo muito grande que na arena de um negócio e espectáculo de massas anestesiante se tenha mostrado a milhões de pessoas que há uma dimensão mais profunda, mais humana, mais bela em nós, que pede para ser libertada.