Páginas

10/13/2013

Assertividade


Assertividade: a arte de defender os nossos direitos e expressar as nossas ideias sem atropelar as alheias. É uma arte difícil. É caminhar no fio da navalha, de um lado a passividade, do outro a agressividade. Nos dois lados, turbulência emocional mal resolvida.

Conheço, quiçá, a pessoa mais assertiva do mundo. Pelo menos, a pessoa mais assertiva que eu consigo imaginar. Diz de forma clara, direta e inequívoca a situação que a incomoda; demonstra os impactos indesejáveis dessa situação, mas mantém uma atmosfera amigável com a outra parte.

Eu, que sou algo impulsiva com quedas para o emocional, fico a pensar quais são os padrões emocionais de alguém tão assertivo. O que sente perante a frustração? Como posso eu agir da mesma forma?

Se tivesse que arriscar qual é a "fórmula mágica", diria que é o foco no outro. Ter o outro em tamanha consideração, que a mensagem nunca é comunicada contra ele. Comentam-se os comportamentos e o desempenho, mas nunca as pessoas.

10/04/2013

Malabarismo


O malabarismo é algo que me intriga. De que forma uma pessoa com duas mãos consegue manter no ar três, quatro, cinco... bolas? É a arte do foco, da coordenação e da presença de espírito. Até parece fácil, até ao momento em que tentamos e tudo se desmorona em poucos segundos.

O malabarismo não trata só de bolas. No mundo empresarial também precisamos de ser malabaristas, se queremos fazer acontecer. O mundo gira a grande velocidade e, para o acompanhar, é necessário gerir uma grande quantidade de solicitações em simultâneo.

Muitas solicitações, em simultâneo, a grande velocidade, parece a receita certa para dispersão, ineficiência e muito stress. E é-o, excepto se usarmos um antídoto duplo: foco & visão.